Retrospectiva 2020 – Coldplay Brasil

2020 foi um ano difícil. Olhar para trás e relembrar o que aconteceu pode ser doloroso de diversas maneiras mas, ao mesmo tempo, trazer à tona memórias que, devido à marcha dos acontecimentos, pareciam estar bem distantes. Contudo, mais do que nunca, a música foi uma aliada e tanto no enfrentamento deste período conturbado ao qual ainda estamos sendo expostos. Por tudo isso, o Coldplay Brasil relembra o que aconteceu no ano da banda e o que mais foi destaque no site.

Saudades de uma aglomeração, né? 🥵

Quem poderia imaginar que, em 2020, uma banda tocaria em um programa de televisão em meio à plateia? Pois o ano do Coldplay começou justamente assim. Em apresentação no The Ellen Show, a banda tocou “Orphans” e “Cry Cry Cry” – com direito a uma saudosa aglomeração.

Os clipes 🎥

Apesar de ter parado a divulgação de Everyday Life, o início de 2020 ainda foi marcado por importantes lançamentos de clipes que vão marcar na história da discografia da banda.

Todos os bichos são iguais (?) 🐷

Possivelmente lançamento o mais marcante da banda no ano – e um dos mais marcantes em sua história -, o clipe de “Trouble in Town” repercutiu não apenas pela crítica à truculência policial, mas pelas referências de A revolução dos bichos, a clássica fábula de George Orwell. Lançada em 1945, a novela satiriza a União Soviética comunista através de uma história de corrupção e traição que recorre a figuras de animais para retratar as fraquezas humanas e criticar o “paraíso comunista” proposto por Josef Stalin. O autor pensava que a política stalinista traía os princípios da Revolução Russa de 1927. Em uma análise, o Coldplay Brasil foi a fundo nas referências, exibindo como elas foram incorporadas à trama do videoclipe.

As criaturas de fora olhavam de um porco para um homem, de um homem para um porco e de um porco para um homem outra vez; mas já se tornara impossível distinguir quem era homem, quem era porco.

Em casa 🏡

Quando a pandemia chegou com força à Europa e aos Estados Unidos, Chris Martin puxou o coro da mobilização para incentivar as pessoas a ficarem em casa. O vocalista do Coldplay foi o primeiro a fazer uma transmissão ao vivo. A live repercutiu no mundo todo, inclusive em programas como o Jornal da Globo e Fantástico. A repercussão foi além: gerou uma live mundial da ONG Global Citizen e as lives, de uma maneira geral, se tornaram uma forma de artistas continuarem tocando, apesar da proibição de realização de shows.

Chris Martin, inclusive, participou de um movimento de valorização dos profissionais de saúde e de defesa do sistema público de saúde britânico, o NHS (equivalente ao SUS, no Brasil). Junto de nomes como Elton John, David Beckham e Paul McCartney, o vocalista participou da campanha ThankYouNHS.

Também durante o isolamento social, Guy Berryman redescobriu fotos que tirou durante a era Viva, que mostram desde o processo de gravação do álbum até o seu lançamento. Através do seu perfil no Instagram, o baixista compartilhou as memórias de uma das mais importantes eras para a biografia da banda. O Coldplay Brasil acompanhou a divulgação de boa parte dessas imagens, até então nunca vistas.

Comemorações 🎂

Em junho, o Coldplay Brasil comemorou os 15 anos do lançamento de X&Y, terceiro álbum do Coldplay, contando histórias de quem viveu de perto este momento divisor de águas na carreira da banda. Em uma série de três reportagens especiais, três personagens contaram da sua relação com o álbum e de como conheceram a banda.

Em agosto, Parachutes, álbum de estreia da banda, completou 20 anos de lançamento. A marca histórica foi relembrada pela banda, que lançou os videoclipes do álbum remasterizados em alta definição. “Yellow”, principal sucesso do álbum, foi além, e ganhou uma versão em 4K.

A indicação ao Grammy ☀️🌙

Indicado a Album do Ano no Grammy – uma das principais da premiação –, com Everyday Life, Coldplay causou uma grande surpresa.

Com as categorias deste ano, Coldplay acumula agora 30 indicações aos Grammy Awards. É a segunda vez que a banda é citada na categoria de Álbum do Ano, sendo a primeira com Viva la Vida or Death and All His Friends, em 2009, na 51º edição. As últimas foram em 2017, em Melhor Performance de Pop por Duo ou Grupo — com “Something Just Like This”, colaboração com a dupla The Chainsmokers —, e em Melhor Álbum Vocal de Pop com o EP de cinco faixas Kaleidoscope, lançado em julho.

Até hoje, Coldplay conquistou sete vitrolas, sendo a última conquistada ainda em 2009 com a categoria Canção do Ano, por “Viva La Vida”. A banda também já ganhou outras categorias importantes da premiação, como Gravação do Ano (“Clocks”, 2003) e Melhor Álbum Alternativo (Parachutes, 2001 e A Rush Of Blood to the Head, 2002).

O podcast 🎧

Tudo começou com uma live, que foi adaptada em uma versão de áudio. A repercussão foi tão boa que o projeto se tornou totalmente um podcast. Apresentado por Marcelo Monteiro, Let’s Talk, programa do Coldplay Brasil, traz assuntos sobre a banda através de análises, entrevistas e discussões com convidados ou com a equipe do site. No episódio que marcou o retorno do projeto, participaram Lucas Ribeiro, apresentador dos podcasts E Vamos De… e Recomenda Aí, e Maressah Sampaio, jornalista, especialista em relações internacionais e aficionada por cultura pop. Os convidados analisam o cenário da indicação da banda ao Grammy e apontam as possibilidades de vitória da banda.

Flags 🏳️

Fechando o ano com um presente e tanto para os fãs, Coldplay disponibilizou “Flags” nas plataformas digitais de música. A faixa, que havia sido lançada apenas na versão de luxo do álbum, comercializada no Japão, cruzou as fronteiras do mundo todo. A faixa faz uma crítica à fronteiras e o preconceito com base na nacionalidade. Na letra, é abordado como fronteiras e bandeiras não podem dividir as pessoas, uma vez que todas têm a mesma essência e alma, individualmente, livre de suas diferenças geográficas e preferências sexuais.

Ser livre, e como todo mundo
Não haverá bandeiras que me possuam
Porque eu só quero ser eu mesmo
Seu coração bate como todo mundo
Mas você não precisa de bandeiras para dizer quem você é

© Coldplay Brasil 2012-2020 | Creative Commons | Política de Privacidade | DMCA |
Desenvolvido por Marcelo Monteiro e inspirado no trabalho de Rabbit Hole