Em entrevista, executivos da Parlophone falam sobre “Higher Power” e o futuro do Coldplay

De acordo com Mark Mitchell e Nick Brugess, um novo álbum só seria lançado no segundo semestre

1.maio.2021

Uma entrevista de Mark Mitchell, co-presidente da Parlophone Records – gravadora do Coldplay no Reino Unido –, revelou detalhes sobre a campanha de “Higher Power” e o que o futuro reserva para a banda. Publicadas pelo portal Music Business Worldwide na última sexta-feira (30), as falas repercutiram devido ao seu teor revelador. O executivo deu detalhes precisos sobre a atual era da banda – algo que não é de costume.

Sobre o modo como o projeto atual acontecerá, Mitchell revelou sua diferença em comparação aos anteriores. “Porque antes, muitas vezes, havia um ou talvez dois singles e, em seguida, um álbum muito rapidamente”, explicou. Segundo o executivo, Coldplay se ocupará de lançar singles pontuais, deixando um novo álbum – provavelmente intitulado Music of the Spheres – apenas para o segundo semestre.

Fora da bolha

Para Mitchell, o sucesso do Coldplay é resultado da visão de mundo da banda. “Acho que parte da razão pela qual Coldplay é, provavelmente, ainda a maior banda do mundo, é que eles estão muito conscientes de não querer viver em uma bolha”, conta.

O executivo ainda explica que a divulgação dos trabalhos é fruto de muita discussão, principalmente a respeito do contexto em que ocorrerá. “Quando se trata de entrar em uma campanha, sempre temos três ou quatro meses de conversa sobre o que está acontecendo agora, qual é a melhor maneira de abordar esse recorde no mercado atual. Eles estão muito interessados no que as outras pessoas estão fazendo”, adiciona.

Diálogo

Nick Brugess, chefe-adjunto da Parlophone, destaca a colaboração e o diálogo entre o selo e a banda. Ele ainda destaca o trabalho do Coldplay, através de sua dedicação e ambições. “Eles não consideram nada como garantido; eles começam tudo de novo com cada disco e sua ambição. A ambição deles é fazer que essa música seja tão importante quanto a primeira música que eles fizeram. A dedicação e atenção deles aos detalhes e filosofia em torno do sucesso – e o que isso significa para eles – é muito bom de se ver. Na verdade, é muito raro neste setor da indústria musical. Acho que nunca trabalhei com um grupo de pessoas tão dedicadas ao que fazem”, conclui.

Comentários

As mensagens deixadas por leitores não são responsabilidade do Coldplay Brasil. Vale lembrar que, como não compactuamos com discurso de ódio, comentários que sejam ofensivos serão excluídos. Nós também utilizamos o Akismet para tentar reduzir spam. Clicando aqui você entende como seus dados são processados.

Deixe um comentário

Próximo show
Todas as datas
Pular para o conteúdo