Tem coisas que só acontecem com o Coldplay
Opinião
Kaique Oliveira
Tem coisas que só acontecem com o Coldplay
24.nov.2020
Coldplay, em ensaio para o álbum Everyday Life. (Foto: Tim Saccenti)
Coldplay, em ensaio para o álbum Everyday Life. (Foto: Tim Saccenti)

Saiu as indicações ao Grammy de 2021 – maior premiação musical – e o Coldplay foi indicado aos prêmios de Álbum do Ano e de Melhor Pacote por conta do Everyday Life. Curioso como as coisas acontecem de maneira malucas a eles, não?

Nos últimos anos, o Coldplay emplacou algumas músicas nas indicações do Grammy. Com exceção de 2004 e 2013 quando foi indicado ao Melhor DVD de Música com o Live 2003 e o Live 2012 – este último injustiçado de não ter ganho – sempre esteve entre os candidatos ao prêmio nas mais diversas categorias. E confesso estar surpreso.

Por um momento cheguei a acreditar que no mínimo “Orphans”, “Arabesque” e “Champion of the World” estariam entre as indicadas por serem algumas das melhores do Everyday Life. Observando a qualidade dos indicados é de certa forma compreensível, ainda que é estranho não ver nenhuma música de um álbum que concorre ao título de melhor do ano. Alguém entende? Coisas que só a academia consegue fazer.

Falando do trabalho do Coldplay como um todo, com toda certeza é uma indicação extremamente justa. Há anos não temos um trabalho primoroso como foi o oitavo álbum da carreira dos caras, ainda mais se citarmos que a última vez em que concorreram nessa categoria com o Viva La Vida há mais de 10 anos atrás.

Sempre batemos na tecla e iremos bater que quando o Coldplay faz trabalhos extremamente planejados, se tem qualidade. A pluralidade musical combinadas com letras fortes e um toque clássico, acabaram trazendo um álbum extremamente bom. Gosto muito do Ghost Stories e do A Head Full of Dreams, mas devemos concordar que ao analisarmos o que eles são capazes de fazer e surpreender, ficaram abaixo do que se espera da banda. É o famoso “são bons, mas não tanto”.

Se vai vencer, eu acho difícil. Confesso não ter escutado a maioria dos álbuns indicados, mas mesmo com um ótimo trabalho, é inegável que a favorita é Dua Lipa com o Future Nostalgia que foi indicado para outras cinco categorias.

Caso chegue mais uma vitrola para a The Bakery, não seria surpreendente, mas que é curioso ver uma banda que sempre quer olhar para o futuro, ter um trabalho que remete ao passado, isso é. Tem coisas que só acontecem com o Coldplay.

Kaique Oliveira
Estudante de Jornalismo (Metodista) e colunista do Coldplay Brasil.
Este artigo é de responsabilidade de seu autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Coldplay Brasil

Comentários

Os comentários não representam a opinião do Coldplay Brasil e são de responsabilidade de seu respectivo autor. Utilizamos o Akismet para reduzir spam — entenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Enviar sugestão
Reportar erro
© Coldplay Brasil 2012-2020 | Creative Commons | Política de Privacidade | DMCA |
Desenvolvido por Marcelo Monteiro e inspirado no trabalho de Rabbit Hole