18 de fevereiro: Coldplay Brasil completa três anos
18 de fevereiro: Coldplay Brasil completa três anos

Antes de começar a falar sobre como conseguimos chegar nestes três anos, é necessário lembrar de que nada foi fácil, […]

Compartilhe
Publicado em 18 de fevereiro de 2016 e atualizado pela última vez em 26 de fevereiro de 2016 às 11:03.

Antes de começar a falar sobre como conseguimos chegar nestes três anos, é necessário lembrar de que nada foi fácil, que não foi da noite pro dia, e que foi um longo e tortuoso caminho.

Confesso que nem sempre a música do Coldplay me atraiu, até que em 2012 eu ganhei o Mylo Xyloto de presente e desde então não consegui me desgrudar um segundo sequer dessa banda.

Foi durante meu caminho de ida à escola que surgiu a ideia de criar um blog sobre a banda, e então, no dia 18 de fevereiro de 2013, o Coldplay Brasil entrou ao ar – mas não com esse nome.

Até que o então We Are Coldplayers ganhasse o nome usado atualmente, foram seis meses. Nestes cerca de 160 dias, o simples blog criado com o intuito de informar os fãs de uma maneira descontraída, rápida e com bom humor foi, aos poucos, ganhando seu espaço, isso graças à minha enorme vontade de que ele não caísse no esquecimento e mais um projeto de blog fosse para o lixo. Foram muitos dias mandando o endereço dele para as pessoas que eu via no Twitter. “Dá uma olhada no meu blog!”, “Saiu notícia no blog, galera!”.

Como eu citei lá em cima, não foi fácil. Enfrentei dificuldades na época em que não tinha um domínio próprio – o que tornava uma parceria ainda mais difícil. Mas ainda dá pra se lembrar, nem que vagamente, de quem esteve comigo desde aqueles tempos.

Deixo aqui o meu muito obrigado a Thais Aguiar, Giovanna Oliveira e Taynara Neves, as primeiras pessoas a fazerem parte da equipe, mas que, infelizmente, a vida teve que ser prioridade em seus rumos e acabaram dando meia volta nesse caminho, mas que ajudaram muito. A Murilo Ribeiro e Raphaela Araújo, da Warner Music Brasil, que desde 2013 estão conosco nessa jornada (e mesmo nós já tendo nos enfrentado uma ou duas vezes, são pessoas incríveis, sempre dispostas a ajudar, seja como for possível). Samanta Lobo (e Angélica Bito) da Viacom Networks Latin America pela parceria super incrível com a MTV. Maurício Mossmann, meu grande amigo, pelo apoio e curiosidade enormes em relação ao site. Ao pessoal do Tracklist por acreditarem em nosso potencial, quando muitos portais nos diziam não. Lucas Mantoani, que ajudou em nossa migração para o WordPress e na criação dos temas, com seu vasto conhecimento. E principalmente ao Coldplay por poder proporcionar tudo isso – e mostrado seu apoio nos seguindo no Twitter e contando uma visualização do Reino Unido em nosso painel – e a você, nosso leitor.

Mas existem duas pessoas que merecem o maior obrigado de todos, e essas são Gabriela Rodrigues e Karina Ferreira. Foi com a Gabi que, na mudança de We Are Coldplayers para Coldplay Brasil, que eu sugeri que nos juntássemos (para quem não sabe, a Gabi já tinha a página desde 2011). Já a Karina nos acompanha desde o início e seria um pecado se ela não estivesse na equipe. E eu amo essa equipe, do fundo do meu coração.

Foram várias noites em claro, algumas granas gastas sem retorno, vários despertadores às 4h, 5h, 6h da manhã, horas na frente da tela do computador ou do celular (e uma consulta ao oftalmologista). Mas nada disso é algo de que eu, e posso dizer pelo resto da equipe, me arrependesse. Porque tudo isso ajudou a chegar aqui onde estamos hoje, no nosso terceiro aniversário. Saber que nós podemos informar e, muitas vezes, emocionar as pessoas, mesmo que seja apenas sobre uma banda, é incrível – e é a nossa sina.

Não somos o maior fã-site sobre a banda, nem o mais antigo, mas fazemos tudo com muita dedicação, sem pensar em números ou conquistas. Já erramos muitas vezes, confesso, e isso serve de lição para que nunca se repita. Como diria o próprio Coldplay, é necessário aprender com nossos próprios erros.

Se tem uma coisa que eu aconselho, é nunca desistir, mesmo quando as coisas estiverem dificílimas. As pessoas irão duvidar, rir, se aproveitar, mentir. Mas no final, tudo, absolutamente tudo, vai valer a pena e você vai poder agradecer até mesmo por isso.

E é isso que eu faço aqui hoje.

Muito obrigado.

Com muito carinho,
Marcelo Monteiro

Por Marcelo Monteiro
Aspirante a jornalista que ama música mas também sonha em ser publicitário. Como você pode ter percebido, sou libriano.