Uma turnê cheia de sonhos: as histórias por trás dos shows no Brasil
Uma turnê cheia de sonhos: as histórias por trás dos shows no Brasil

Teve fã que ganhou ingresso de presente, pedido de casamento e muita emoção.

Compartilhe
Publicado em 7 de abril de 2017 e atualizado pela última vez em 7 de abril de 2017 às 18:27.

Os recentes shows do Coldplay no Brasil não fizeram história apenas por conta de sua grandiosidade. A história está também nas pessoas que os acompanharam. Vimos exemplos lindos de generosidade, onde uma ambulante que perdeu os petiscos que vendia foi reembolsada com colaborações do público, uma fã que foi presenteada com um ingresso após sua história comovente, pedidos de casamento no palco… Tanta coisa que vai ficar guardada na memória.

fernandaMuita gente tem o sonho de ir em um show do Coldplay, ter uma Xyloband, ver de perto a chuva de confetes e a banda no palco, e com a fã Fernanda Cavalcante não foi diferente. Já estava tudo planejado, passagem comprada, quando a ficha de que ela não iria no show caiu. “Uma semana antes do show de São Paulo acontecer recebi uma notícia triste me falando que eu e meu esposo não poderíamos ir”, disse ela, para o Coldplay Brasil. “Passei mal. Fui parar no hospital. Com pressão alta. Posso estar parecendo exagerada, mas não, quando se é fã mesmo você morreria. Me restabeleci e continuei tentando, nunca desisti fácil das coisas”, completa.

Fernanda teve câncer e disse que as músicas do Coldplay a ajudaram muito a enfrentar essa situação difícil. “Elas me acalmavam. Lógico que iria ficar tudo bem”, falou a fã.

Em março, ela enviou uma mensagem para o CPBR explicando que não tinha conseguido comprar um ingresso. “Eu sou humilde em lhes dizer que estou em suas mãos”, disse na mensagem, que foi postada em nossa página do Facebook e teve uma grande repercussão. O texto emocionou muita gente, em especial ao fã Rafael Ventura, que decidiu tomar uma atitude pra resolver isso e acabou comprando um ingresso para Fernanda.

20160407_223816_resized

Momento do show onde as pulseiras brilham, registrado pela Fernanda.

“O Rafael Ventura comprou o ingresso pra mim. Fiquei sem dormir durante a semana toda até o dia do show. Eu sempre tive fé. E eles me ajudaram a realizar este sonho”, adiciona Fernanda. “Foi fenomenal, um espetáculo de reações, alegrias, felicidade. Eles tocam muito. E que som. Meu Deus! Fogos! Luzes nas Xylobands. Impressionante. Perfeito. O pó colorido, os balões amarelos. A setlist sensacional. Chorei e chorei muito, mas de felicidades! Não poderia visto sentido nada disso se não fosse os anjos da guarda que me proporcionaram isso”, termina.

Rafael, que comprou o ingresso, diz que não fez tanta coisa assim. “Não é grande coisa. Eu só me lembrei de como fiquei em 2007 e 2010 quando eles vieram e não pude vê-los. Ainda mais na situação dela, que comoveu a todos”, disse.

Outro ocorrido que comoveu muita gente foi no show do Rio de Janeiro, onde a vendedora ambulante Bianca Leticia Vale recebeu um gesto de carinho enorme de quem esperava pela banda subir ao palco. Bianca vendia batatas dentro do Maracanã quando a corda que segurava a bandeja não aguentou o peso dos produtos e tudo veio abaixo, jogando batatas em cima das pessoas. “Meu coração quase saiu pela boca por ficar sem jeito, além do desespero diante a imprecisão da procedência do prejuízo, porém quando meus olhos iriam se encher de água, varias eram as pessoas que estendiam as mãos com doações solidárias para me ajudar”, contou Bianca em uma postagem em seu Facebook.

12938331_1047231432015444_4600966532598190585_n

A vendedora recebendo contribuições de quem esperava pelo show. (Foto: Luis Fernando Eiras)

Ela ainda conta, na publicação, que ficou surpresa com a reação das pessoas. “Estou muito surpresa, imensamente agradecida e feliz devido às pessoas terem me ajudado”, escreveu. “Estive no lugar certo na hora certa, sorte talvez cativada por meu carisma, mas não são todos os trabalhadores que conseguem ter sorriso aberto. É difícil sorrir para o desconhecido quando somos invisíveis e exercermos trabalhos informais que não reconhecem nossa força de trabalho e nos pagam por batatas, e não por quem devidamente somos e poderíamos ser”.

Na publicação relatando o ocorrido – e que viralizou -, Luis Fernando Eiras diz que Bianca ainda hesitou em aceitar as contribuições. “A insistência para que Bianca aceitasse as doações gerou um discurso emocionado dela, de que não poderia recusar, pela situação que passa atualmente”, relatou em seu Facebook. “No final, as lágrimas que surgiram por desespero, caíram de felicidade. E quem veio para assistir a um espetáculo musical, acabando vendo um show de solidariedade e humanidade”, termina.

Entre essas histórias, a mais marcante é a dos casais que tiveram uma oportunidade única de se casarem no palco, com o Coldplay. Em ambos os shows, Chris pediu para que a banda parasse de tocar durante A Sky Full Of Stars, o que causou surpresa, principalmente para quem curtia o show de São Paulo. O vocalista, na hora, disse que viu um cartaz e mandou quatro pessoas subirem no palco.

casal fofoÉ o caso de Arthur, que estava com uma placa que dizia “Chris, me ajude a pedir minha namorada em casamento” e sua namorada Beatriz (na foto ao lado). Em entrevista ao Coldplay Brasil, ele conta que a ideia surgiu quando estavam no show do Foo Fighters, no ano passado. “Nós estávamos na pista e a banda tocou na passarela e tinha um cara com um cartaz, parecido com o meu. O Dave Ghrol viu, chamou o casal e aconteceu”, explica Arthur. “Aí, quando minha namorada falou que ia ter a venda para o Coldplay, eu já fiquei com essa coisa na cabeça. E quando comprei o ingresso já tive a ideia do que fazer”.

“Eu pensei em tudo, até o momento que ele chamasse a gente, mas depois que ele chamou, eu nem imaginei o que faria. Quando subimos no palco eu nem entendi mais nada”, diz Arthur. Ele fala também que não iria pedir o microfone para o Chris, mas sim, que ele cantasse Strawberry Swing, uma das músicas favoritas de Beatriz. “Mas aí ele veio e me deu o microfone, eu a pedi em noivado, e ele entregou para o outro rapaz”, explica.

Arthur conta também que, ao subir as escadas para o palco, tinha uma ideia da proporção, mas que não conseguia olhar em volta. “Eu só conseguia olhar para o Chris e para Bia. Achei que ela fosse desmaiar ali em cima”, conta. Apesar de ter sido um momento e tanto, não foi fácil. “Ficamos mostrando o cartaz uma boa parte do show, aí quando estava tocando Amazing Day, até que Chris virou, viu o cartaz, e fez um sinal com o dedo chamando”.

A emoção já estava grande, pois Arthur pediu Beatriz em noivado durante a performance de Paradise, e o público ao redor se emocionou completamente. E tudo ficou completo com o pedido em grande estilo, no palco.

pedido

Arthur pedindo Beatriz em casamento. (Fotos: arquivo pessoal)

Ah, se fosse possível voltar no tempo e reviver todos esses momentos incríveis de novo…

  • Carol Magalhães

    As histórias desse dia são maravilhosas! A história de como consegui esse ingresso foi incrível também!

    Eu tentei comprar quando as vendas começaram, lá em dezembro de 2015, porém esgotaram muito rápido. Chorei demais, afinal, seria meu primeiro show do coldplay, os outros eu ainda não trabalhava e não tinha dinheiro pra comprar o ingresso, dessa vez não, eu tinha juntado só pra isso.
    Passaram-se meses tentando comprar e nada… uma semana antes do show (depois de horas e horas diárias procurando quem vendesse e quase caindo em dois golpes), consegui comprar dois ingressos de uma mulher que não ia mais no show. Não consigo explicar com palavras a sensação de finalmente conseguir esses ingressos. Eu nunca mais consegui ouvir Coldplay como antes do show. O dia 07 de abril sempre será especial, minhas primeiras palavras do dia de hoje foram “hoje faz um ano!” <3

Por Marcelo Monteiro
Aspirante a jornalista que ama música mas também sonha em ser publicitário. Como você pode ter percebido, sou libriano.