Biografia – Coldplay Brasil
Biografia

Os primeiros anos

1996 – 1999

Em 1996, Jonny Buckland e Chris Martin se conheceram na Universidade de Londres e tendo em vista que os dois tinham gosto para música, decidiram formar uma banda e deram o nome de Pectoralz à ela. Mais tarde, em 1997, Guy Berryman se juntou a Chris e Jonny e então renomearam a banda para Starfish. Neste mesmo ano, a banda já começava a fazer pequenos shows, contratados por promotores até que Will Champion chegou para completar a formação da banda. Phil Harvey foi convidado por Chris Martin para ser o empresário da banda e, desde então, é considerado o quinto membro do Coldplay.
1998_01_10

Chris, Jonny e Guy, no primeiro ensaio da banda, em 10 de janeiro de 1998.

O nome Coldplay surgiu apenas em 1998, quando Tim Crompton, um amigo da faculdade sugeriu o nome à banda. Ele já havia usado em sua banda, mas desconsiderou, pois achava o nome extremamente depressivo. O nome vem de um livro de Philip Horky, no qual o primeiro poema se chamava Child’s Play e o último, Cold Reflections. Então, o titulo acabou ficando Child’s Reflections, Cold Play.

Organizado por Will Champion, o grupo fez seu primeiro show com o nome Starfish no ano de 1998. Neste mesmo ano foi lançado o EP Safety, já com a banda usando o nome Coldplay. Cerca de 500 cópias deste EP foram lançadas, financiadas pelos próprios integrantes e Phil Harvey, o que garantiu ao Coldplay uma apresentação em um festival de Manchester, onde Debs Wild, que hoje trabalha no site da banda, pode conhece-los e apresenta-los ao representante da gravadora Fierce Panda. No final daquele ano, Coldplay lançou um EP com três faixas, chamado Brothers & Sisters, sendo este o único trabalho com o selo da Fierce Panda.

1999_04_22_01

Coldplay assina seu contrato com a Parlophone.

Chris, Guy, Jonny e Will assinaram seu contrato de publicação com a gravadora Parlophone Records no dia 23 de abril de 1999 (em pedalinhos num lago do Hyde Park) e então gravaram seu terceiro EP, chamado The Blue Room, o primeiro lançado pelo selo. Cerca de cinco mil cópias do Blue Room foram distribuídas e “Bigger Stronger” teve seu lançamento na rádio BBC 1.

Nesta época, Will Champion foi expulso da banda por Chris Martin, mas depois o vocalista implorou para que ele voltasse. Na ocasião, Will, Jonny e Guy fizeram com que Chris bebesse várias doses de vodca com cranberry, até que ele percebesse que havia feito besteira. Algumas diferenças foram então solucionadas e os integrantes resolveram que os lucros seriam divididos igualmente entre cada um e quem usasse drogas pesadas estaria fora da banda.

Era Parachutes

2000 – 2001

2000_07_06_001

A primeira capa de revista do Coldplay, uma NME de 2000.
As gravações do álbum foram iniciadas no final de 1999 e finalizadas em 2000. O primeiro single, “Shiver”, foi lançado em março e alcançou a posição trinta e cinco na parada do Reino Unido e teve seu videoclipe exibido na MTV, sendo o primeiro da banda a passar no canal.

Em junho, com o lançamento de Yellow, o Coldplay finalmente viu uma de suas canções no top 5 das paradas. “Yellow” emplacou no quarto lugar no Reino Unido e então se tornou um hit, o que fez com que a banda ganhasse fama mundial.

Em julho, a banda estampou a capa de uma revista pela primeira vez. A NME da semana do dia 6 de julho de 2000 trazia o Coldplay e o dizer “O céu é o limite!”.

Agora famosos como a pior venda de uma NME.

— Chris Martin

Parachutes chegou às lojas em julho de 2000 e atingiu a posição de numero um no Reino Unido, ficando entre os dias 22 e 28 daquele mês no topo da parada. Para celebrar o lançamento do disco, o Coldplay se apresentou na loja HMV, em Londres – em seu 100º show.

2002_02_27_001

Will Champion, Guy Berryman e Jonny Buckland posam após ganharem seu primeiro GRAMMY.

A banda começou a focar nos Estados Unidos e então o álbum foi lançado por lá em novembro, atingindo a posição 51 na Billboard 200. No ano seguinte eles embarcaram em uma série de shows no país, ganhando cada vez mais reconhecimento por lá.

As coisas ficaram ainda melhores quando Parachutes venceu o GRAMMY de Melhor Álbum Alternativo em 2002, sendo o primeiro troféu recebido por eles na premiação.

Nós ganhamos Melhor Alternativo, o que nos deixou surpresos pois Radiohead e Björk também estavam indicados.

— Guy Berryman

Era A Rush Of Blood To The Head

2002 – 2004

O reconhecimento da banda ainda continuava a crescer nos Estados Unidos em 2001, quando decidiram iniciar o processo de gravação de seu segundo álbum. Os ataques de 11 de setembro no país de certa forma inspiraram a banda, que entrou no estúdio uma semana após o ocorrido. A primeira canção a ficar pronta para o álbum foi “In My Place”, que foi tocada ainda na turnê de divulgação do Parachutes. Segundo Chris Martin, foi “In My Place” que manteve a banda com forças para gravar o segundo álbum, pois eles estavam em um período no qual não sabiam o que fazer.

Quando estavam gravando em Londres, a banda teve dificuldade para focalizar no trabalho por não terem estado lá antes. Retornaram então à Liverpool, onde encontraram inspiração e mais musicas surgiram. O álbum foi lançado em agosto de 2002 e gerou grandes sucessos como “In My Place”, “Clocks” e “The Scientist”, que são reconhecidas até hoje.

Com este álbum, Coldplay se tornou uma das bandas com maiores vendas de discos no mundo todo. Estreou em primeiro lugar na parada britânica, vendendo aproximadamente 273 mil cópias, sendo este o segundo disco deles a atingir o topo por lá. Passou cerca de um ano na parada graças ao sucesso de “Clocks” e “The Scientist”. Nos Estados Unidos, A Rush Of Blood To The Head estreou melhor que seu antecessor, Parachutes, na quinta posição com 144 mil cópias vendidas. A Billboard o considerou como o melhor lançado no ano de 2002. Uma turnê mundial para a divulgação do A Rush Of Blood To The Head foi feita e o Coldplay veio pela primeira vez ao Brasil em 2003, passando por São Paulo e Rio de Janeiro.

2002_09_14

A banda se apresenta na rua, após um show em Atlanta ser cancelado devido à passagem de um furacão. (Foto: Coldplay.com)

2003_02_23_03

Guy Berryman nos ensaios para a apresentação nos GRAMMY Awards. (Foto: Coldplay.com)

No GRAMMY 2003, venceram a categoria Melhor Álbum de Música Alternativa com A Rush Of Blood To The Head e Melhor Performance de Rock por um Duo ou Grupo com a canção “In My Place”. Na mesma edição, pela primeira vez o Coldplay se apresentou na premiação. Junto da filarmônica de Nova Iorque, a banda tocou “Politik”. “Clocks” também venceu o GRAMMY de Gravação do Ano em 2004.

16 anos após seu lançamento, A Rush Of Blood To The Head acumula mais de 15 milhões de cópias vendidas e foi eleito pelos ouvintes da BBC Radio 1 como o melhor álbum de todos os tempos.

Era X&Y

2005 – 2007

Zero Theory foi o primeiro nome pensado para o terceiro álbum do Coldplay. Um certo desconforto com o conteúdo do álbum fez com que a finalização se atrasasse e causasse prejuízo para a EMI Music. A banda também foi prejudicada perdendo um grande bônus em dinheiro, mas eles estavam pouco ligando para isso. Se sentiram mais livres para irem até seus limites e fazer o melhor álbum possível. A versão do X&Y que conhecemos é resultado de uma terceira sessão de gravação. Chris decidiu em um último momento adicionar mais uma faixa, “Talk”, que segundo ele, era o grande destaque, fazendo com que o lançamento atrasasse mais ainda.
2004_12_15_002

Chris, Guy, Jonny e Will durante as sessões de X&Y.
2005_04_19_17

Imagem do show de lançamento do álbum, transmitido para o mundo todo pela MTV.

Antes de dar inicio a divulgação do X&Y, eles fizeram pequenos shows secretos em Amsterdã, Colônia e Madrid, onde tocaram algumas músicas novas. O show de lançamento ocorreu na Round Chapel, uma igreja na Inglaterra, e foi transmitido pela MTV para o mundo todo.

“Speed Of Sound” foi lançada em 18 de maio de 2005 pela BBC Radio 1 como o primeiro single e fez história na parada americana chegando ao oitavo lugar. Coldplay foi o primeiro artista britânico depois dos Beatles a emplacar uma canção no top 10 da Billboard Hot 100.

Chris e eu entregamos o single para Steve Lamacq da BBC Radio 1. Nós estávamos nervosos quanto à reação, especialmente os e-mails e textos. Eu tenho certeza que eles escondem os que fala mal.

– Jonny Buckland

2005_05_18

Chris Martin e Jonny Buckland com Steve Lamacq, lançando Speed Of Sound na rádio.

X&Y chegou às prateleiras em 6 de junho e atingiu o topo em 28 países. O inicio da Twisted Logic Tour — até agora, a unica turnê da banda sem receber o nome do álbum promovido — e a apresentação no Glastonbury fizeram com que o álbum continuasse a vender cada vez mais até se tornar o álbum mais vendido daquele ano.

2005_06_25_11

Coldplay encerra sua apresentação na edição de 2006 do Festival de Glastonbury. (Foto: Roadie #42)

Era Viva La Vida Or Death And All His Friends

2008 – 2010

Coldplay resolveu experimentar coisas novas neste álbum que faz referência a vida, a guerra, a morte e se tornou um sucesso crítico e mundial. O álbum foi o mais vendido de 2008, garantindo o primeiro lugar nas paradas, inclusive na americana, pela segunda vez, já que X&Y também conseguiu este feito. Rendeu cinco singles: “Violet Hill”, o primeiro, que foi disponibilizado para download gratuito durante uma semana, “Viva La Vida”, que se tornou o maior hino da banda, “Lovers In Japan”, “Lost!” e “Strawberry Swing”.
blog111pic2

A banda (e Phil Harvey!) em uma das sessões de gravação de Viva La Vida.

Coldplay no estúdio com Brian Eno, durante as gravações de Viva La Vida.

Após o lançamento do antecessor X&Y, surgiram boatos de que o Coldplay daria um intervalo de alguns anos. A Twisted Logic Tour passou pela América Latina no ano de 2007, mesmo ano em o lançamento do quarto álbum estava programado. Com um pequeno atraso, a banda trabalhou no Viva La Vida até ele ser anunciado no primeiro semestre de 2008. A arte da capa é uma pintura feita por Eugène Delacroix, intitulada A Liberdade Guiando o Povo, e o nome do álbum foi inspirado por uma pintura da mexicana Frida Kahlo.

Um EP, intitulado Prospekt’s March, foi anunciado em agosto com lançamento para novembro daquele ano. O lançamento é constituído por canções inéditas que não foram incluídas no Viva La Vida.

O grande ápice desta era foi quando a banda recebeu sete indicações no GRAMMY Awards 2009 e levaram três gramofones para a casa (Melhor Álbum de Rock, Canção do Ano e Gravação do Ano), sendo os maiores indicados daquela noite, com sete categorias.

1024.coldplay.mh.120412

Coldplay recebe o prêmio de Canção do Ano, por Viva La Vida, no GRAMMY 2009, uma das categorias mais importantes da premiação.

Era Mylo Xyloto

2011 – 2013

A ideia principal da banda era lançar um álbum acústico quando entraram em estúdio para gravar o sucessor do Viva La Vida, o que acabou ficando de lado. As gravações começaram quando a turnê do Viva ainda estava acontecendo. Inspirado por uma antiga escola americana de grafite, o Movimento Rosa Branca e a série da HBO The Wire, Mylo Xyloto foi lançado em 24 de outubro de 2011 e teve seu primeiro single, “Every Teardrop Is A Waterfall”, liberado em 3 de junho. A canção foi tocada pela primeira vez na BBC Radio 1 e posteriormente foi lançada em um EP de mesmo nome juntamente com as faixas “Major Minus” e “Moving To Mars”.
20120727B_large

As Xylobands, conhecidas por deixarem os shows da Mylo Xyloto Tour ainda mais marcantes.
mxcomics1

Capa da primeira edição das Mylo Xyloto Comics.

No mesmo mês o Coldplay se apresentou no Glastonbury, onde apresentaram algumas canções do Mylo Xyloto. O título do álbum foi confirmado em agosto. “Xyloto” se refere à junção de duas palavras, em inglês: “xylophone” (xilofone) e “toe” (dedo). Mylo é o nome de um garoto que vive em uma sociedade comandada pelo ditador Major Minus, que proíbe as cores, espalhadas pelas ruas pelos Sparkers, uma gangue que tenta levar aos moradores o espírito de mudança. Os membros da gangue são caçados e presos por Minus, e a única esperança está no pequeno Mylo, que demonstra ser um Sparker. Para contar mais detalhadamente essa história, a banda lançou as Mylo Xyloto Comics, que contaram com seis capítulos – e uma introdução: o clipe de Hurts Like Heaven.

Antes do álbum ser lançado oficialmente, Coldplay passou pelo Brasil, onde tocou na noite de 1 de outubro no Rock In Rio, com um público de aproximadamente 100 mil pessoas e apresentaram parte do novo material, incluindo a canção Paradise, lançada como single em 12 de outubro. “Paradise” teve seu videoclipe oficial liberado em 19 de outubro, gravado na África, com direito a banda fantasiada de elefante e Chris Martin andando de monociclo. A canção se tornou um hit, começando o ano de 2012 em primeiro lugar na parada do Reino Unido.

Rock in Rio 2011_Marcos Hermes

Will, Guy, Chris e Jonny após uma apresentação histórica no Rock In Rio, para mais de 100 mil pessoas. (Foto: Marcos Hermes)

Em 2012, um dos pontos altos da carreira da banda. Com participações de JAY-Z e Rihanna, o Coldplay fez um show enorme no encerramento das Paraolimpíadas de Londres, com apresentações emocionantes como a de “Strawberry Swing”, com a participação da paraorquestra de Londres.

Mylo Xyloto ainda teve as “faixas Charlie Brown”, “Princess Of China”, com a participação da cantora Rihanna e “Hurts Like Heaven” lançadas como single. O álbum se tornou um sucesso comercial, alcançando a posição numero um na parada da Billboard americana com 447 mil cópias vendidas e 208 mil no Reino Unido logo na primeira semana. A banda o promoveu mundialmente com a Mylo Xyloto Tour que passou pela Europa, Oceania, Ásia e América do Norte e teve apresentações anunciadas na America Latina, que foram canceladas dias depois.

Era Ghost Stories

2014

Em 2014 foi anunciado o fim do casamento entre Chris Martin e Gwyneth Paltrow, o que acabou inspirando Chris nas letras do álbum Ghost Stories. A era teve inicio em fevereiro, após, de surpresa, a banda liberar o vídeo com a canção “Midnight”, que serviu como teaser para o que estava vindo. Coldplay já havia anunciado dias antes que se apresentaria no iTunes Festival SXSW nos Estados Unidos. Então, no dia 3 de março, o primeiro single do álbum, “Magic”, a capa, data de lançamento e pré-venda do Ghost Stories, foi liberado. Ao se apresentarem no iTunes Festival, performaram canções inéditas que estariam presentes no álbum.
DSC_4187

Guy Berryman toca a harpa a laser, usada nos shows de Ghost Stories durante Midnight.
tvspecial

O palco se ilumina durante A Sky Full Of Stars, no especial de TV de Ghost Stories, 2014.

Alguns shows realizados em março no Sony Pictures Studios, em Los Angeles, foram gravados para o especial Coldplay: Ghost Stories que foi transmitido pelo canal americano NBC em 18 de maio e lançado em DVD em novembro. Era a primeira vez que a banda apresentaria todas as canções do álbum e então as pessoas presentes nestes shows foram proibidas de usar telefones celulares. O palco usado para estas apresentações era no ângulo de 360º, com um telão e estrelas de origami iluminadas.

Em abril eles anunciaram o “Lyrics Hunt” uma especie de desafio no qual as letras das músicas do Ghost Stories, escritas a mão, foram escondidas dentro de livros de histórias de fantasmas em bibliotecas de diversas cidades com menos de 100 mil habitantes. Os fãs ficaram encarregados de seguir as pistas dadas pela banda para encontrar as letras escondidas nos livros. Em um dos envelopes com as letras, estava escondido um ticket que, quem encontrasse, iria assistir o show da banda no Royal Albert Hall, em Londres

“A Sky Full Of Stars” foi escolhida como segundo single e liberada no dia 2 de maio. Produzida pelo DJ Avicii, a canção logo subiu nas paradas, alcançando o número um no iTunes em diversos países. Um primeiro clipe para a canção foi gravado, mas ele foi perdido e a banda optou por gravar um novo. Cerca de 250 fãs foram convocados para a gravação do novo clipe nas ruas de Sydney, na Austrália.

DSC_9820aa

Coldplay agredece o úblico após o final do show em Colônia, Alemanha. (Foto: Roadie #42).

Ghost Stories foi lançado em 19 de maio e para promover o álbum, seis shows foram anunciados:

  • 25 de abril – E-Werk, Colônia, Alemanha
  • 5 de maio – Beacon Theatre, Nova Iorque, EUA
  • 19 de maio – Royce Hall, Los Angeles, EUA
  • 28 de maio – Casino de Paris, Paris, França
  • 12 de junho – Dome City Hall, Tóquio, Japão
  • 1º de julho – Royal Albert Hall, Londres, Inglaterra

O show do Royal Albert Hall se esgotou em poucos minutos e um outro show no mesmo local foi marcado para o dia seguinte, totalizando sete shows. “True Lov” foi anunciada como último single do Ghost Stories em 4 de agosto e seu videoclipe oficial estreou no dia 22 do mesmo mês. Porém, em outubro, “Ink” também foi anunciada como o último single do álbum e a banda lançou um clipe interativo para a canção, dando fim a era com o lançamento do DVD Ghost Stories Live 2014.

Era A Head Full Of Dreams

2015 – 2017

O nome do sucessor do Ghost Stories foi divulgado durante uma entrevista ainda no final de 2014. Muitos rumores sobre o estilo do álbum foram surgindo durante o ano de 2015, enquanto a banda estava trabalhando no estúdio. Em agosto daquele ano duas apresentações foram anunciadas: iHeart Radio em Las Vegas no dia 18 de setembro e Global Citizen, organizado por Chris Martin, no dia 26. A expectativa para que a banda apresentasse o novo material nestas apresentações era muito grande. Nada foi apresentado no dia 18, a não ser um novo visual da banda e umas flores espalhadas pelos instrumentos no palco, mas no dia 26 a banda resolveu apresentar a canção “Amazing Day”, que foi confirmada pelo produtor da banda, Rik Simpson, que estaria presente no novo álbum.
amazing day

Coldplay apresenta Amazing Day pela primeira vez, no Global Citizen Festival. (Foto: Greg Allen, Associated Press)

Então em outubro cartazes misteriosos começaram a aparecer em estações Londrinas com uma data: 4 de Dezembro. Os cartazes foram logo relacionados ao lançamento do A Head Full Of Dreams e o Coldplay postou a arte dos cartazes em suas redes sociais e um trechinho de uma nova música com a hashtag #AOAL. Logo foi descoberto que a canção se chamaria Adventure Of A Lifetime e então no dia 6 de novembro a canção foi lançada como o primeiro single do álbum.

Beyoncé no clipe de Hymn For The Weekend.

Este é o álbum com maior número de parcerias já feito pelo Coldplay. Beyoncé, Noel Gallagher, Merry Clayton e até Barack Obama, Gwyneth Paltrow, Annabelle Wallis e os filhos de Chris Martin marcam presença nas faixas do A Head Full Of Dreams. Foi lançado em 4 de dezembro e atingiu a segunda posição na parada britânica e americana e foi indicado ao prêmio de Melhor Álbum Britânico no BRIT Awards 2016. Para divulgar a A Head Full Of Dreams Tour, cartazes com um balão colorido foram espalhados pelas cidades que receberão os shows. A turnê terá inicio pela America Latina em março e passará pelo Brasil nos dias 7 e 10 de abril respectivamente, seguindo para a Europa e América do Norte.

Coldplay durante o show do intervalo do Super Bowl 50. (Foto: Roadie #42)

No dia 7 de fevereiro Coldplay se apresentou no intervalo da final mais assistida do mundo: o Super Bowl 50. Em 12 minutos eles apresentaram os hits da carreira juntamente com Beyoncé e Bruno Mars. A final foi assistida por 115 milhões de espectadores e alavancou as vendas do A Head Full Of Dreams, que finalmente chegou ao primeiro lugar na parada britânica, sendo o sétimo álbum da banda a atingir essa posição por lá.

Ainda em fevereiro, a NME deu ao Coldplay o prêmio Godlike Genius (Prêmio Gênios Divinos), já recebido por diversos artistas importantes do cenário musical. A banda foi homenageada pela revista que os acompanha desde o início da carreira, premiando-os pelo conjunto da obra e tudo que fizeram até se tornarem uma das maiores bandas do mundo.

britawards

Coldplay apresentando Hymn For The Weekend no BRIT Awards, onde além de ganharem seu quarto prêmio Melhor Grupo Britânico, se consagraram o maior vencedor da categoria (e a banda com mais prêmios).

Em novembro de 2016, Coldplay anunciou que o quinto single do álbum seria uma versão inédita da faixa Everglow. A inspiração para a gravação do single veio após uma falha técnica durante a performance da música no Festival de Glastonbury, fazendo com que Chris tivesse que improvisar uma nova versão dela. O clipe foi lançado um mês depois.