Por trás da canção: As ansiedades e as dúvidas de "Speed of Sound" – Coldplay Brasil
As ansiedades e as dúvidas de “Speed of Sound”

Inspirada no nascimento da filha de Chris Martin, faixa fala sobre a ansiedade de viver e experimentar o que puder

13.set.2020

O processo de gravação de X&Y foi conturbado. O álbum, que teve sua data de lançamento inicial marcada para o final de 2004, foi adiado algumas vezes para que o Coldplay pudesse entregar o melhor trabalho possível. Tantos adiamentos causaram até uma queda nas ações da então EMI Music.

A banda escreveu sessenta canções para este álbum, sendo a grande maioria descartada por considerarem “simples e sem paixão”.

Em 18 de maio de 2005, Coldplay finalmente lançou o primeiro single do aguardado álbum, a canção “Speed Of Sound”, que conta com duas b-sides: “Things I Don’t Understand” e “Proof”. Chris e Jonny entregaram o single para o apresentador Steve Lamacq, da Rádio BBC 1.

Chris e eu entregamos o single para Steve Lamacq na Radio 1. Estávamos nervosos quanto à reação, especialmente os emails e textos enviados. Tenho certeza que eles escondem os que falam mal.

– Jonny Buckland

“Speed Of Sound” foi escrita por todos os membros da banda em meados de 2004. Teve como inspiração a sonoridade da cantora inglesa Kate Bush e o nascimento de Apple, primeira filha de Chris Martin com a atriz Gwyneth Paltrow.

Fomos ouvir uma canção de Kate Bush, chamada ‘Running Up That Hill’ e nós estávamos realmente tentando recriar a bateria em que a canção apresenta, e os acordes. Algumas bandas não admitem que se inspiram em coisas de outros artistas que escutam, mas não temos vergonha nesse aspecto, não nos importamos em dizer.

– Guy Berryman

A canção, que é uma das favoritas da maioria dos fãs da banda, foi indicada em duas categorias dos Grammy, venceu como Melhor Single Britânico nos Brit Awards e teve um bom desempenho comercial nos Estados Unidos e Reino Unido.

Curiosamente, “Speed of Sound” não atingiu o número 1 nas paradas do Reino Unido, a UK Singles Chart, devido ao grande sucesso do viral “Crazy Frog”. Mas ainda sim, foi a canção mais baixada do Coldplay por lá.

Quanto tempo antes de eu entrar?
Antes que inicie, antes que eu comece?
Quanto tempo antes de você decidir?
Antes que eu saiba qual é a sensação

A canção tem uma letra enigmática e, logo na primeira estrofe, mostra uma impaciência do narrador para começar a viver e experimentar tudo o que puder.

Para onde, para onde eu vou?
Se você nunca tentar, então nunca saberá
Por quanto tempo eu tenho que escalar
Nesse lado da minha montanha?
Olhe para cima, eu olho para cima à noite
Os planetas estão se movendo na velocidade da luz
Escalar nas árvores
Cada chance que você ganha é uma chance que você aproveita

O narrador descreve com precisão o que realmente vemos quando olhamos para planetas ou estrelas: apenas a luz que chega aos nossos olhos, projetada no espaço à velocidade da luz.

A letra ainda expressa como você deve aproveitar qualquer oportunidade e usa as árvores como uma metáfora para lutar pelo mais alto, mesmo que pareça impossível.

Quanto tempo eu vou ficar
Com minha cabeça enfiada sob a areia?
Eu começarei antes que eu possa parar
Antes que eu veja as coisas do jeito certo

Estar com a cabeça enterrada na areia, neste caso, seria estar impedido de ver as coisas ao seu redor e de descobrir seu lugar no mundo.

Todo aquele barulho e todo aquele som
Todos aqueles lugares que eu encontrei
E os pássaros vão voando na velocidade do som
Para mostrar-lhe como isso tudo começou
Os pássaros vieram voando do subterrâneo
Se você pudesse ver, então você entenderia
Ah, quando você ver, então você entenderá

Todos aqueles sinais, eu sabia o que eles significavam
Algumas coisas você não pode inventar
Algumas são feitas e algumas são enviadas

A partir do refrão, nota-se uma enfatização à crença e religião. “Se você pudesse ver, então entenderia” remete aquilo que o narrador acredita. Ele vê os sinais e descobre que partes de certas religiões são “enviadas” por um poder superior, e outros foram “inventados” pela humanidade.

E os pássaros vão voando na velocidade do som
Para mostrar-lhe como isso tudo começou
Os pássaros vieram voando do subterrâneo
Se você pudesse ver, então você entenderia

mm
Bacharelanda em Farmácia e redatora do Coldplay Brasil desde 2015. "Music is the weapon of the future."

Comentários

Os comentários não representam a opinião do Coldplay Brasil e são de responsabilidade de seu respectivo autor. Utilizamos o Akismet para reduzir spam — entenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Enviar sugestão
Reportar erro
© Coldplay Brasil 2012-2020 | Creative Commons | Política de Privacidade | DMCA |
Desenvolvido por Marcelo Monteiro e inspirado no trabalho de Rabbit Hole